Faleceu no início da noite desta terça-feira (19) o advogado José Crispim Ramos, o famoso repentista Caboquinho, de 75 anos. Ele estava internado na UTI de um hospital particular em Feira de Santana. Foi vítima de insuficiência cardíaca.
Segundo João Ramos, irmão e parceiro de dupla de repentistas á 14 anos, Caboquinho já apresentava problema de saúde há algum tempo.
“Ele passou essa última semana internado na UTI”, informa João Ramos. Caboquinho tinha 64 anos de carreira como violeiro/repentista. Representou Feira de Santana em vários eventos nacionais. Inicialmente com o pai, Dadinho – que faleceu há 17 anos -, em seguida com o irmão João Ramos.
Em razão da pandemia de coronavírus, não haverá velório. O enterro terá presença restrita de pessoas, máximo de 10. Centenas de cidadãos feirenses, especialmente do meio cultural, vão lamentar não poder prestar uma última homenagem a este que foi um dos grandes violeiros  brasileiros.