Com o encerramento dos três dias de feriados antecipados, volta a vigorar, a partir desta quinta-feira (28), o Decreto Municipal que estabelece como medida restritiva apenas o funcionamento de serviços considerados essenciais. O fechamento de todos os estabelecimentos comerciais continua válido entre o período de 21 de maio até 1º de junho.
O Decreto Municipal determina o fechamento de todos os estabelecimentos comerciais, desde shoppings centers, galerias, lojas de conveniência de postos de gasolina e afins, Feiraguay, Mercado de Arte Popular, Campo do Gado, bares e restaurantes.
Também ficam suspensos, até o dia 1º de junho o funcionamento de academias de ginástica, cinemas, teatros e demais casas de espetáculos e de eventos, parques infantis privados, centros esportivos de qualquer modalidade. E ainda permanecem fechados Parque do Saber, Teatros Municipais, Bibliotecas Municipais, Museu de Arte Contemporânea Raimundo de Oliveira, assim como Projeto Arte de Viver, além de parques públicos.
A Ceasa e o Centro de Abastecimento funcionarão em regime de horário reduzido, das 4h às 14h. E mantém-se garantido o serviço de delivery ou take-awey (retirada no balcão), bem como mantém-se garantida a abertura das atividades comerciais consideradas como de natureza essenciais, como mercados, supermercados, hipermercados, açougues, frigoríficos, granjas, peixarias, lojas de hortifrutigranjeiros, feiras livres de produtos alimentícios e o Centro de Abastecimento.
Também funcionam os postos de combustíveis, revendedoras de gás, as farmácias, instituições bancárias, correspondentes bancários, casas lotéricas, lojas do setor da construção civil e sua cadeia produtiva, lojas de auto-peças, borracharias, oficinas mecânicas e demais estabelecimentos relacionados à manutenção de veículos automotores, serviços de transporte e logística, serviços de segurança privada, estabelecimentos de vendas de material de limpeza e equipamentos de proteção individual (EPIs) e produtos veterinários e agropecuários.
As empresas do setor de serviço, os profissionais liberais, as clínicas (humanas e veterinárias) e as indústrias mantêm-se abertas.
Além disso, fica prorrogada, até o dia 1º de junho, a suspensão de todas as atividades de classe de todas as unidades escolares integrantes da rede municipal de educação, bem como de todos os estabelecimentos da rede privada de ensino.
(Informações e foto: Secom)