No dia em que Feira de Santana atingiu a preocupante marca de 496 casos positivos de coronavírus, com 405 pessoas aguardando resultado do exame de covid-19 e 11 óbitos, um caso chamou a atenção: um paciente morreu em casa, após passar, um dia antes, por uma unidade de saúde do município.
Segundo o boletim para coronavírus da SMS, divulgado na quinta (28), o homem tinha obesidade. “Sexo masculino, 66 anos, possuía obesidade e foi encontrado sem vida em seu domicílio”, diz trecho do boletim sobre o caso.
O Protagonista questiona por que o homem morreu em casa. A resposta preliminar, de uma fonte da Secretaria, foi que não se sabia, até o óbito acontecer, que a vítima tinha coronavírus.
O blog apurou que a vítima, que era comerciante, foi levada por uma filha a uma Policlínica. Apresentava febre e dor de cabeça. Era obeso, portanto, do grupo de risco.
Isso gera os seguintes questionamentos: ele foi levado na terça (26) à Policlínica, mas foi mandado para casa, mesmo apresentando sintomas e obesidade, um agravante para a covid-19; ele faleceu na quarta (27), um dia após ser atendido, e, segundo a SMS, foi feito exame pós-morte para coronavírus, que, curiosamente, teve resultado divulgado já na quinta (28), muito rápido para os padrões desse tipo de procedimento até agora em Feira.
Espera-se que a Secretaria Municipal de Saúde e o Comitê Gestor divulguem maiores esclarecimentos sobre a morte em domicílio desse cidadão.