O coronavírus segue escalada crescente em Feira de Santana. Nesta sexta (26), mais 215 casos positivos registrados no município. O número de mortes também cresceu: mais 8 óbitos no dia, elevando o total para 57.
De acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, em uma semana foram 17 óbitos em Feira de Santana.
Os bairros com maior incidência de casos positivos ainda são SIM, com 207 casos, Tomba com 164 e Mangabeira 121.
Os óbitos registrados nesta semana:
40º óbito - homem, 55 anos, portador de doença cardiovascular, incluindo hipertensão, doença pulmonar crônica, e diabetes, ocorreu no Hospital Campanha de Feira de Santana;
41º óbito - mulher, 80 anos, portadora de hipertensão, ocorreu em unidade de saúde privada;
42º óbito – mulher, 72 anos, cardiopata, ocorreu no HGCA;
43º óbito - mulher, 81 anos, possuía insuficiência renal, ocorreu no HGCA;
44º óbito - homem, 49 anos, portador de anemia grave, ocorreu no Hospital de Campanha;
45º óbito - mulher, 49 anos, portadora de diabete e doença cardíaca, ocorreu na Policlínica do Feira X;
46º óbito - mulher, 91 anos, portadora de hipertensão, ocorreu em unidade de saúde privada;
47º óbito - homem, 73 anos, deu entrada na unidade de saúde por conta de AVC, regulado para o Hospital do Subúrbio em Salvador;
48º óbito - homem, 81 anos, acometido de infarto agudo, ocorreu HGCA;
49º óbito - mulher, 67 anos, portadora de cardiopatia crônica, hipertensão e diabete, ocorreu na UPA da Mangabeira;
50º óbito - homem, 44 anos, ocorreu no Hospital Espanhol em Salvador;
51º óbito - mulher, 32 anos, portadora de obesidade, ocorreu no Hospital Couto Maia em Salvador;
52º óbito - homem, 67 anos, portador de hipertensão, diabete e insuficiência renal. Deu entrada na unidade por hiperglicemia, ocorreu no HGCA;
53º óbito - mulher, 87 anos, portadora de cardiopatia, diabete e hipertensão, paciente em pós-operatório por conta de amputação de membro, provável infecção hospitalar, ocorreu no HGCA;
54º óbito - homem, 53 anos, portador de cardiopatia e hanseníase, ocorreu no HGCA;
55º óbito - homem, 74 anos, portador de diabete e hipertensão, ocorreu no HGCA;
56º óbito - homem, 80 anos, portador de hipertensão, cardiopatia e doença renal crônica, ocorreu na UPA Feira de Santana;
57º óbito - homem, 84 anos, portador de hipertensão crônica e tabagismo, ocorreu no Hospital do Subúrbio em Salvador.