Advogado militante e pós-graduado em Processo Civil, Osvaldo Torres Neto é o novo secretário municipal de Serviços Públicos. Uma pasta estratégica em qualquer gestão, por tratar diretamente de atividades fundamentais no município, a exemplo de limpeza pública. Osvaldo foi convidado pelo prefeito Colbert Filho, e tem história política ligada ao ex-prefeito José Ronaldo. Ao Protagonista, em entrevista exclusiva, o ex-presidente da OAB-Feira destaca seus objetivos à frente da pasta.

O Protagonista – Quais seus planos à frente da SESP, uma secretaria estratégica do governo?
Osvaldo Torres Neto - Primeiramente temos questões já em desenvolvimento na Secretaria, como o mega projeto de transformação da iluminação pública. Isso trará impacto na área de segurança pública e trará redução de custos para o município. Nesta quinta à tarde tratarei mais especificamente sobre esse projeto na Secretaria, inclusive acerca da licitação que está em pauta. Uma PPP (Parceria Público Privado) muito importante para o município. Também trataremos de forma bastante enérgica a questão da limpeza pública e coleta de resíduos. Vamos combater de forma exaustiva a questão dos terrenos baldios, que além de impactar de forma negativa no paisagismo da cidade, tem sido um dos vilões na propagação da dengue, chikungunya e zica. Trataremos com carinho as praças e jardins, deixando-os sempre à disposição da sociedade. Essas são algumas das ações que vamos enfrentar inicialmente.
O Protagonista - Foi surpresa sua indicação?
Osvaldo Torres Neto - Eu sirvo ao Município de Feira de Santana há 16 anos, desde o primeiro Governo do Ex-prefeito José Ronaldo. Me afastei durante o Governo de Tarcízio Pimenta, pois com muita honra assumi à Presidência da OAB em Feira de Santana. Quando você está por muito tempo a serviço de seu município, qualquer situação nova, qualquer desafio novo, pode aparecer naturalmente. Foi justamente o que aconteceu. O prefeito Colbert me convidou para continuar a servir ao Município, porém em outra área. Portanto não vi como surpresa.
O Protagonista - O sr. será um secretário técnico ou político?
Osvaldo Torres Neto – Olha, existem coisas distintas aí, e que podem caminhar em harmonia. Serei técnico e implacável no desenvolvimento das atividades da pasta. Mas estou ocupando um cargo político. Isso é fato. E fazer política para mim, não é nada que possa desabonar o técnico. Para mim, política é dialogar com todas as esferas. É esta minha forma de gerir. De forma técnica, mas sempre dialogando.
O Protagonista - Politicamente o sr. é ligado a quem?
Osvaldo Torres Neto - Todos sabem da minha história na política. Apesar de nunca ter sido candidato, sempre atuei nos bastidores, pois gosto muito. Sigo os passos de meu saudoso avô, Osvaldo Torres, que, coincidentemente, assumiu essa pasta (SESP) no governo do saudoso José Falcão da Silva, se não me engano, filiado ao antigo PDS, que evoluiu para o DEM. Meus primeiros passos na política foram com o ex- prefeito José Ronaldo, por quem tenho muita amizade, estima, confiança e respeito. Ele é meu líder político, juntamente hoje com o prefeito Colbert Martins Filho, que também possuo muito respeito e admiração. Esse é o meu grupo político.