Por decisão do prefeito Colbert Martins Filho, o procurador geral do município, dr. Ícaro Ivvin, foi exonerado do cargo nesta quarta-feira (24). A decisão foi publicada no Diário Oficial Eletrônico do Município (veja). O chefe do Executivo terá que comunicar o ato à Câmara Municipal, que precisará aprovar a destituição através do voto.
Ícaro é acusado por uma funcionária da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) de assédio sexual. Tanto ele quanto a suposta vítima confirmaram, em depoimento à Polícia Civil, que houve sexo dentro da Sedeso. Ele diz que foi consensual, ela diz que foi forçada (leia mais).
A situação do procurador ficou insustentável a partir do momento em que ele admitiu ter mantido relação sexual dentro da Secretaria.
O caso ganhou grande repercussão na imprensa do estado. O inquérito policial já está no Ministério Público, encaminhado pela delegada responsável pelas investigações.
O caso também está sendo apurado em uma sindicância interna, determinada pelo prefeito Colbert Filho.