Costuma-se dizer na política que os prefeitos e governadores têm a força da caneta, sobre nomeações e exonerações. Muitos têm bom senso para usar a sua, seja uma simples bic ou uma valiosa folheada a ouro ou prata. O uso das esferográficas pode levantar ou derrubar um governo.
Esta semana a caneta de Colbert funcionou positivamente. Não sei se bic ou folheada, mas o fato é que em duas canetadas o prefeito trouxe para bem perto, duas importantes figuras da política local: os ex-deputados Sérgio Carneiro e Jairo Carneiro. Ambos também ex-candidatos a prefeito.
Sérgio assume a titularidade da Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Pasta que durante cerca de 20 anos esteve nas mãos do inoxidável José Pinheiro. Sérgio deve trazer para o governo o PV, já em uma costura visando as eleições municipais de novembro. Além disso, carrega, ainda, a herança política do pai João Durval, figura legendária da política baiana.
Já o ex-deputado Jairo Carneiro não entrou diretamente no governo. Indicou Jairo Filho para assumir a Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer. Uma estratégia para acomodar o PSDB no primeiro escalão do governo municipal. Parceria praticamente certa também para as eleições de novembro.
Como uma eleição não se ganha sozinho, até novembro muita tinta de caneta ainda deve ser usada. De bic ou folheada.