Pelo nome de batismo, Pedro Lúcio Barreto, poucas pessoas o conheciam. Mas quando a citação é pelos apelidos, muita gente vai lembrar. Barriga, o Bárbaro, de 63 anos, morreu na manhã deste sábado (18) em São Francisco, na Califórnia, Estados Unidos, onde residia. Será sepultado lá mesmo - a família vai tentar a cremação, para trazer as cinzas para Feira. Ele faleceu vítima de câncer.
O feirense Barriga, o Bárbaro, como gostava de ser chamado, tinha cidadania americana, já que residia nos Estados Unidos há quase 40 anos, onde estabeleceu residência fixa e cuidava de seus negócios na área empresarial.
Mesmo residindo Nos Estados Unidos, nunca esqueceu de suas raízes. Visitava Feira de Santana pelo menos duas vezes por ano.
Em suas visitas à terra natal, principalmente no período da Micareta, realizava a famosa Feijoada do Barriga, onde reunia amigos e contemporâneo da velha guarda feirense.