82 duas mortes e 5.150 casos positivos de coronavírus em Feira de Santana - de 6 de março a 12 de julho. Números altos, mas que parecem não intimidar uma parcela da população feirense que ignora as orientações de não aglomeração. Neste domingo (12) no rio Jacuípe, mais um exemplo de irresponsabilidade, por parte de comerciantes e clientes.
Bares e restaurantes localizados às margens do rio Jacuípe, nas proximidades da ponte na BR 116 Sul, estavam lotados. E o que é pior: praticamente ninguém usava máscara. Apenas álcool em gel, para algumas pessoas. Nas mesas os clientes se aglomeravam, parecendo alheios aos riscos de contaminação.
Aglomerações nos finais de semana em Feira de Santana não são novidade. Vários vídeos divulgados nas redes sociais mostram os flagrantes da inconsequência. Como a fiscalização da Força Tarefa não tem condição de percorrer todos os bairros e distritos, as aglomerações se multiplicam.
Será que não está na hora de os governos municipal e estadual endurecerem as punições para os irresponsáveis?