Devido à pandemia de coronavírus, política é assunto em segundo plano em Feira de Santana. Certo? Nem tanto. Oficialmente as conversas praticamente não existem, mas nos bastidores o tema pega fogo. E um dos assuntos das conversas é a indicação do vice nas chapas. Nenhum nome está definido entre os pré-candidatos mais bem pontuados nas últimas pesquisas de opinião, realizadas em 2019.
O Protagonista buscou, entre os melhores colocados nas pesquisas até o final de 2019, o perfil que cada um dos vices deve ter. E as qualidades exigidas para este cobiçado emprego de 4 anos, passa por agregador, com noção de gestão, bom trânsito político, ter idoneidade reconhecida na sociedade, etc. Evidentemente que cada chapa tem sua característica própria no quesito perfil do vice ideal. Confira abaixo a opinião dos pré-candidatos ouvidos pelo Protagonista.
Carlos Geílson: O radialista e ex-deputado estadual, pré-candidato a prefeito pelo Podemos, já traçou o perfil do seu vice, ainda não definido. “Agregador, de bom trânsito na sociedade, cumpridor de tarefas, com poder de gestão, e o principal: comprometimento com o projeto político do nosso grupo”, pontua Geílson ao Protagonista.
Zé Neto: O deputado federal Zé Neto, pré-candidato a prefeito pelo PT, salienta que os partidos de sua base têm conversado sobre o perfil do vice em sua chapa, mas apenas a partir de agosto vai dar maior foco nesta discussão. “Temos cinco partidos aliados nessa caminhada. Estão discutindo sobre este assunto, mas as conversas devem evoluir apenas em agosto”, destaca, acrescentando que no momento o foco maior deve ser a pandemia de coronavírus, “que matou 119 feirenses e já fez mais de 6 mil infectados”.
Se levar em conta as últimas campanhas para tentar chegar à Prefeitura, Zé Neto deve optar por um empresário como vice em sua chapa. “E esta é a tendência”, revelou ao Protagonista uma fonte muito próxima ao deputado petista.
Colbert Filho: A chapa do prefeito Colbert, pré-candidato à reeleição pelo MDB, certamente terá como vice um representante indicado pelo DEM – grupo do ex-prefeito José Ronaldo. Hoje, três nomes estão bastante cotados para a função: o vereador licenciado Justiniano França, o empresário Zé Chico e o ex-deputado federal Fernando de Fabinho.
Seja quem for o escolhido, o principal predicado será, primeiro, extrema afinidade com o grupo do ex-prefeito José Ronaldo. Também comprometido com o projeto de governo de Colbert, mas sempre sendo o elo entre o grupo e o governo.
O Protagonista tentou contato com o deputado Targino Machado durante todo o dia, mas não obteve resposta.
(Foto: site Bahia na Política)