O secretário de Administração de Feira de Santana, Sebastião Cunha, esclarece sobre ao pagamento do abono do PIS/ Pasep para agentes de endemias. Cunha nega que tenham ocorrido, em sua gestão, irregularidades na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). 
Segundo ele, as informações da RAIS são prestadas no ano anterior ao pagamento do abono. Neste sentido, para os pagamentos de 2020, a base utilizada são as informações prestadas em março de 2019. Sebastião Cunha assumiu o comando da pasta em 23 de julho de 2019, portanto, quatro meses após o prazo de envio das informações. Assim, não há qualquer participação do secretário neste caso.