O deputado estadual Targino Machado (DEM) desistiu da pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana. "
ACM Neto não me liberou. Não sou candidato porque não terei legenda", disse ao Blog do Velame.
Targino sempre pontuou bem nas pesquisas realizadas e divulgadas em 2019. O prestígio com o eleitorado feirense já havia sido testado e aprovado em sua última eleição à Assembleia Legislativa, quando obteve o recorde de mais de 42 mil votos em Feira de Santana.
Pelo visto o bom desempenho de Targino nas urnas e pesquisas não foi suficiente para convencer o cacique democrata ACM Neto, presidente estadual e nacional da legenda.
“Quando entrei no Democratas avisei a ACM Neto que se reunisse musculatura pra ser candidato, encontraria dificuldade por parte de Zé Ronaldo e ele me garantiu que se não conseguisse me dar legenda, facilitaria a saída para que eu pudesse me filiar a outro partido. Mas essa garantia não consegui. ACM Neto não me liberou. Não sou candidato porque não terei legenda”, lamentou ao Blog do Velame.
Bem ao seu estilo polêmico, o deputado ainda disse o seguinte: “Estou estudando o que vou fazer. Deputado não pode ser neutro. Não tenho perfil para ser liderado de Ronaldo, não reconheço estatura nem envergadura para ele ser meu líder. Não sirvo para ser apoiado por ele porque não sou Colbert, que é uma múmia paralítica, um inerte, preguiçoso, rainha da Inglaterra hospedada em Feira. Aqui temos dois prefeitos: um que manda e outro que obedece”.
Em abril passado, Targino se reuniu com Carlos Geílson em sua fazenda. Um jantar. Na época, o deputado revelou com exclusividade ao Protagonista que ali nascia uma parceria para as eleições municipais em Feira (veja como foi). Agora está, mais que nunca, livre para votar em quem quiser.
Siga o Protagonista no Instagram: @oprotagonistafsba