As antipáticas blitze realizadas pela Polícia Militar em Feira de Santana têm gerado muitas reclamações por parte de motoristas e motociclistas. As operações, realizadas em vários pontos da cidade, praticamente todos os dias, aborrecem os proprietários de veículos na mesma proporção que enchem os pátios com veículos apreendidos.

Os proprietários desses pátios estão enchendo as burras de dinheiro. Faturam milhares de reais sobre o serviço do guincho dos veículos e, ainda, pela estadia dos carros e motocicletas nos pátios. Uma indústria do dinheiro fácil.

Uma situação que vem acontecendo há meses. Mas só agora, perto das eleições, o deputado Zé Neto, pré-candidato a prefeito pelo PT, ouviu a chiadeira. Através de uma nota de sua assessoria de comunicação, critica a atuação dos pátios, “que realmente passam dos limites”, e promete acionar o comando da Polícia Militar e do Detran para saber detalhes dessa verdadeira pandemia de blitze em Feira.

Interessante é que, antes do período eleitoral, os pátios estiveram abarrotados de veículos apreendidos, com ação da PM, sem que o deputado tenha se manifestado. Mas, antes tarde do que nunca, né?