Está marcada para a próxima sexta-feira (21) uma das maiores licitações do governo municipal: a da limpeza pública. O valor aproximado do certame é de R$ 123,5 milhões.

A licitação deveria ter sido realizada e concluída em 2019, mas foi suspensa pela Justiça. “A licitação anterior venceu em 2019. Foi aberta uma nova licitação, mas uma ação na Justiça suspendeu o certame. Por força desta suspensão, foi feito um emergencial, que venceu em junho de 2020. Teve que ser feito novo emergencial enquanto não se faria nova licitação. Como a Procuradoria Geral do Município conseguiu, através de um recurso junto ao Tribunal, a suspensão da liminar, a SESP deu prosseguimento ao processo licitatório suspenso ano passado”, informa o secretário municipal de Serviços Públicos, Osvaldo Torres.

“Publicamos no Diário Oficial e estamos licitando a limpeza pública para a próxima sexta, dia 21 de agosto. Fizemos um contrato emergencial em julho e tem validade de até 6 meses. Porém, faz parte do contrato que, havendo vencedor na licitação da próxima sexta, cessa-se imediatamente esse emergencial e faremos a contratação da empresa via licitação”, explica Osvaldo Torres.