Ao completar dois meses de aberto, o Hospital de Campanha de Feira registra, neste domingo (2/8), uma marca animadora: uma semana sem óbitos por coronavírus dentro da unidade.
De acordo com o diretor médico do Hospital de Campanha de Feira, Francisco Mota, a redução do número de mortes na unidade aconteceu graças a alguns fatores. "Primeiro, à diminuição dos casos positivos de covid na cidade. Depois, pela mudança nos critérios de internação, definida pelo prefeito Colbert, junto com a direção e coordenação médica do hospital e comitê municipal de combate ao coronavírus, em reunião no dia 04 de julho, quando ficou definido que as internações seriam mais precoces, principalmente para os grupos de maior risco - diabéticos, hipertensos, obesos e portadores de doenças pulmonares", explica.
Além disso, segundo Francisco Mota, "foi feita também a ampliação dos leitos de UTI nesse período, de 10 para 18, dando maior suporte para podermos internar mais casos positivos". Ele também destaca que no dia 11 de julho aconteceu a maior ocupação no hospital, com 100% dos leitos de UTI ocupados e 75% dos leitos clínicos.
Em dados atualizados, neste domingo (2), a taxa de ocupação de leitos de UTI no Hospital de Campanha é de pouco mais de 50% - 10 leitos. 19 leitos de enfermaria estão ocupados.
Desde que foi aberto, há dois meses, o Hospital de Campanha já recebeu 209 pacientes testados positivos para coronavírus. Deste total, 36 pessoas morreram.