“Daqui por diante, a remoção (de barracas) será intensificada, porém tudo está sendo feito por meio de consenso com os ambulantes e barraqueiros”. A informação é da Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Feira de Santana sobre a remoção de barracas na praça Dom Pedro II, a conhecida Praça do Nordestino e que gerou reação nas redes sociais devido ao emprego, indevido, de bombeiros civis na ação. (veja vídeo abaixo)

Matéria enviada pela assessoria do governo municipal, no início da tarde deste domingo (16), informa que a remoção das barracas na praça aconteceu “em consenso com os barraqueiros, avisados desde o início deste mês”.

Ainda segundo a matéria, “a Fiscalização Preventiva Integrada (FPI) iniciou a remoção de barracas do centro da cidade, porque as obras estão avançando rapidamente e há também o processo de mudança para o Centro Comercial Popular”.

Inicialmente, foram removidas barracas fechadas pelos seus donos há muito tempo. Tanto que outras quatro, que ainda estão funcionando, vão permanecer mais algum tempo no local. A Prefeitura disponibilizou um caminhão para que os barraqueiros pudessem fazer o transporte sem despesas”, destaca a matéria. 

“O trabalho de remoção começou às 16 horas e terminou no início da noite, período em que a praça tem pouca movimentação de pedestres e, portanto, mais seguro. A prefeitura também utilizou um caminhão-guincho adequado para o trabalho, evitando danos nas barracas”, prossegue a matéria. Porém, o vídeo que corre grupos de WhatsApp e divulgado pelo Protagonista, mostra bombeiros civis marretando a estrutura de barracas à noite.

“A população terá o centro da cidade que reivindica há algum tempo e os ambulantes e barraqueiros terão seus pontos no Centro Comercial Popular, um entreposto com toda a infraestrutura digna de comerciantes”, salienta o secretário do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico, Antônio Carlos Borges Junior na matéria da Secom.

A transição envolve a FPI, para que a mudança seja feita com segurança e a logística apropriada, com a coordenação da Secretaria Municipal de Prevenção à Violência (Seprev) e a participação da Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), Secretaria do Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec), Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), Polícia Militar e Coelba, além do apoio da Defesa Civil.

A matéria da Secretaria de Comunicação só não informou quem foi o responsável pela ordem para que bombeiros civis empunhassem marretas para remover a base de cimento das barracas. Essa não é atribuição de bombeiros civis.

Atividades desempenhadas pelo Bombeiro Civil: acompanhamento dos serviços de manutenção em equipamentos de risco como, por exemplo, cabine primária, locais de embarque e desembarque de aeronave, atividades em locais altos e abastecimento de produtos perigosos; testes em bombas de incêndio; limpeza de equipamentos de prevenção e combate a incêndios; posicionamento e conservação de bandeiras; simulação do plano de abandono.