As barracas localizadas no centro de Feira de Santana voltam a ser retiradas. A decisão é do desembargador Baltazar Miranda Saraiva, do Tribunal de Justiça da Bahia, que tornou sem efeito a concessão da liminar que determinava a suspensão da remoção de barracas do centro de Feira (leia mais).

“Considerando que deve prevalecer o interesse público e constatando que há um ‘nítido interesse político-eleitoreiro’ do autor da ação que tenta impedir o trabalho do Governo Municipal”.

O desembargador anulou a primeira decisão que tomou, depois que o procurador-geral do Município, Carlos Alberto Moura Pinho, recorreu em tempo recorde.  

Desde a semana passada que a Prefeitura vem removendo as barracas que ocupam ruas e praças no centro, por dois motivos: a abertura, nesta segunda-feira (21) do Shopping Popular, para onde devem ir os camelôs e barraqueiros; em segundo lugar, porque está havendo uma total revitalização do centro da cidade, com várias obras.

Em apenas três dias da semana passada, a Prefeitura retirou 52 barracas que ocupavam, há mais de 20 anos, as ruas Hermínio Santos e Recife. O trabalho foi feito com tranquilidade e concordância dos barraqueiros, que estão se mudando para a Cidade das Compras.