Aos poucos o centro de Feira de Santana se livra das barracas. Com o avanço do Projeto Novo Centro, algumas ruas e avenidas importantes do centro comercial da cidade se livram da cara de favela.

As calçadas estão voltando a ser dos pedestres. Nas ruas Ermínio Santos e Recife, transversal da rua Conselheiro Franco, a paisagem já está totalmente diferente, sem nenhuma barraca (na foto o antes e depois a retirada das barracas).

Somente nesta rua, a Prefeitura de Feira removeu, até este fim de semana, 56 barracas, instaladas de forma irregular e aleatoriamente, tanto nos passeios quanto avançando pelas ruas, forçando pedestres e motoristas a disputarem o mesmo espaço.

Com a remoção das barracas, as duas ruas, que dão acesso ao Centro de Abastecimento, descendo a ladeira pela lateral do prédio da Euterpe Feirense, revelam suas reais dimensões. De acorro com matéria da Secretaria de Comunicação, “a retirada das barracas das vias públicas conta com apoio da população, que tem acompanhado pacificamente a ação do poder público”.

A retirada das barracas está sendo realizada pela Fiscalização Preventiva Integrada (FPI), e sendo coordenada pela Secretaria de Prevenção à Violência (SEPREV) com apoio da Guarda Municipal e Defesa Civil, além da equipe da SETTDEC.

Todo material removido está sendo levado, conforme decisão de seus donos, para local indicado por eles ou depósito da Prefeitura. Outras barracas, fechadas e sem utilização, também foram recolhidas para depósito do Governo Municipal.

Os equipamentos estarão à disposição de seus donos por 30 dias, conforme previsto no Código de Polícia Administrativa. “Não houve nenhuma resistência à remoção das barracas”, conforme relata o secretário de Prevenção à Violência, Moacir Lima.