O Governo Municipal cancelou a gratuidade nas passagens do BRT, na fase de teste que está sendo realizada. A decisão atende a legislação eleitoral.

Em fase de teste, o acesso ao BRT foi colocado gratuitamente, segundo o Governo Municipal, visando vigorar somente no período experimental para os usuários se familiarizarem com o sistema.

O secretário de Transportes e Trânsito, Saulo Figueiredo, ressalta que a administração municipal avaliou que não configuraria em benefício ilegal nesse período eleitoral pois o serviço do BRT ainda não estaria rotineiro para a população.

Saulo observa que o BRT ainda está em fase de implantação. "A fase de testes não contempla a totalidade do serviço que será prestado em breve à população. Mas como mesmo assim pode ferir a legislação eleitoral, preferimos não incorrer em nenhum desrespeito à lei", destacou.