Cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na noite de terça-feira (6), o deputado estadual Targino Machado usou as redes sociais para falar sobre a perda do mandato. Ele se pronunciou, ainda na mesma noite, para tecer suas primeiras observações a respeito do episódio, que muda sua trajetória política pelos próximos 8 anos, período em que estará inelegível.

Ele postou suas colocações em sua conta no twitter, em tom de desabafo, já próximo à meia noite. Para ser preciso, às 23h26min. Mesmo diante do resultado da decisão do TSE, que lhe tirou o mandato, manteve-se sereno. “Saio de cabeça erguida. Deus me trará força. Combati a corrupção sempre com provas, nunca fui atacado. Felicidade, passei no vestibular: vivi na lama e não me melei. Usaram da força política para me cassar, só por servir o povo como médico humanitário por 40 anos. A vida segue!”, afirmou.

Para Targino, a perda do mandato é o resultado do combate que teria travado contra poderosos. “Combati o bom combate contra corruptos, contra traficantes que se tornaram poderosos com a força do dinheiro público e do crime. Hoje o TSE derrubou um político 100% limpo. É a vitória dos corruptos contra os honestos. É muito triste. Em breve irei nominar os interessados nisto!”, desabafou.

Aliado do candidato a prefeito Carlos Geilson, Targino dá indícios de que pretende agora abraçar de corpo e alma a candidatura do prefeiturável de Feira de Santana. “Estou mais convencido da necessidade de #MudaFeira, pois foram as forças que aí estão há 20 anos, que de associaram no subterrâneo da política para cassarem a única voz. Estou convencido da necessidade de votar em Carlos Geilson, como protesto por este ato arbitrário e covarde!”, concluiu.