Faltando ainda mais de dois meses para terminar o ano, o município de Feira de Santana já atingiu a marca de 300 assassinatos. Dados estatísticos da própria Polícia revelam a escalada assustadora da violência que assola o município e que fazem como principal vítimas os pobres e mais jovens residentes em bairros periféricos.
Dados estatísticos comprovam que a violência vem crescendo continuamente em Feira de Santana ao longo dos últimos anos, assim como também em diversas outras cidades baianas. 
Para se ter ideia da situação, somente nos últimos 13 anos foram registrados 4.412 assassinatos em Feira de Santana, um número que deixa toda a população assustada. Principalmente porque boa parte dos crimes é relacionada a latrocínio (roubo seguido de morte) ou em função da crescimento do domínio do tráfico de drogas em diversas localidades da cidade.
Feira de Santana registra uma média de 340 assassinatos por ano, quase um homicídio por dia. E a violência é ainda maior justamente nas localidades dominadas pelo tráfico de drogas e de disputas de território por facções.
Aliado a isso, o número de policiais militares na cidade tem sido bem inferior ao necessário para fazer frente à escalada da violência, que também assola inclusive a zona rural.