Notícia

Governo municipal está desarticulado na Câmara de Vereadores, avalia deputado Carlos Geilson

Para o deputado estadual Carlos Geilson, a CPI, caso aprovada, mostra uma desarticulação do governo na Câmara
Governo municipal está desarticulado na Câmara de Vereadores, avalia deputado Carlos Geilson Governo municipal está desarticulado na Câmara de Vereadores, avalia deputado Carlos Geilson

“O governo municipal está desarticulado na Câmara de Vereadores”. A constatação é do radialista-deputado Carlos Geilson, em seu programa Jornal TransBrasil, na manhã desta quinta-feira (29).

“O pedido de CPI para investigar a distribuição de cestas básicas e leite durante a eleição de 2020, protocolado na Câmara Municipal, é um golpe no fígado do governo. É a exposição da insatisfação dos vereadores. Mostra, também, uma desarticulação do governo na Câmara”, avalia Geilson, que é aliado dos inquilinos do Paço Maria Quitéria.

Para o deputado tucano, a tramitação da CPI pode significar duas coisas: “ou o governo está seguro e respaldado para enfrentar o paredão da CPI, ou está fazendo pouco caso e não está dando a importância devida à CPI”.

“Como diriam os políticos mais antigos: CPI sabe-se como começa, mas não como termina. Ao governo falta um interlocutor. Se já existisse esta figura, provavelmente esta CPI não teria o número de assinaturas que teve”, acentua.

“Ao presidente da Casa, Fernando Torres, não resta alternativa a não ser instaurar a CPI, pois tem o número necessário de assinaturas. Se ele não instalar, estaria errado. A CPI está respaldada legalmente”, avalia.

 

Comentários (0)

Leia mais

Política - O Protagonista
Atualizado em 16-06-2021 08:42

TRE aceita recurso e aprova contas do vereador Correia Zezito


Cidade - O Protagonista
Atualizado em 16-06-2021 08:31

Morre o radialista Rogério Santana


Política - O Protagonista
Atualizado em 15-06-2021 17:43

Carlos Geilson critica iniciativa de mudança nas regras eleitorais


Política - O Protagonista
Atualizado em 15-06-2021 16:57

ACM Neto no radar de Bolsonaro para candidato a vice em 2022, diz revista


Publicidades