Notícia

Para Zé Neto, nos 100 dias do governo Colbert nada presta

A ausência de um Comitê de Crise para enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade é, segundo o deputado, ponto falho grave da atual gestão de Colbert
Para Zé Neto, nos 100 dias do governo Colbert nada presta Para Zé Neto, nos 100 dias do governo Colbert nada presta

"​​​​​​Uma gestão marcada por falta de diálogo, crise na saúde, na educação e no transporte público, além de descaso e desumanidade na realocação dos camelôs para o Shopping Popular". Esta é a avaliação feita pelo deputado federal Zé Neto (PT) sobre os 100 dias da atual administração municipal em Feira de Santana.

A ausência de um Comitê de Crise, formado por representantes da sociedade civil, dos poderes públicos, do setor produtivo e dos trabalhadores para o enfrentamento da pandemia da Covid-19 na cidade é, segundo Zé Neto, “uma necessidade neste momento para superarmos as dificuldades impostas pelo novo coronavírus”. Ele cita como exemplo o BRT, que se tornou uma grande fraude aos olhos da população, quando deveria “fazer a diferença” e melhorar o transporte público coletivo, principalmente diante das circunstâncias.

“Mesmo com investimento superior a R$ 96 milhões, o BRT foi descaracterizado pelo governo municipal e, consequentemente, a redução da frota de ônibus coletivo, no pior momento da pandemia, só fez aumentar a disseminação do vírus nesse meio de transporte, evidenciando a ineficiência do prefeito que não construiu um corredor de tráfego adequado para o sistema de transporte de massa”, afirma.

Sobre os camelôs, Zé Neto atribuiu o impasse à não isenção de altas taxas cobradas pelo Shopping Popular, acordado com a prefeitura, fazendo com que esses trabalhadores informais se tornem “reféns” e “inquilinos” do empreendimento, que foi construído para eles através de uma Parceria Público-Privada (PPP) e não para atender apenas aos interesses comerciais de seu administrador.

(Assessoria de comunicação do deputado Zé Neto)

Comentários (11)

O momento não é de discórdia ou divisão. Precisamos de integração para melhor resolvermos os problemas de interesse comum. Em vez de criticar devemos enviar mensagem com sugestões para que dessa forma os poderes constituídos enxerguem as necessidades da nossa cidade.
Seu governador querendo ser ditador vai procurar o q fazer já perdeu vai dizer ao povo para onde foi os 49 milhões dos respiradores do seu governador não sabe aonde foi para para onde foi o dinheiro q chegou para hospital de campanha o q aconteceu com os milhões
Cagão
tá esperando o Terceiro Turno da eleição nenem?
Verdade, deputado Zé Neto este governo que está aí não governa para o povo. Por este motivo não me representa, espero que o povo aprenda a escolher melhor na próxima eleição.
Vai procurar lati em outra freguesia
O choro é livre!! Não esqueceu a lapada ainda!! Dor de cotovelo retada!
Fato.
Despeito
Vai procurar uma roupa para lavar Deputado
Êta dor de cotovelo que não passa. E eu não sabia que ia doer tanto. Um moleque chamado Zé Neto.

Leia mais

Política - O Protagonista
Atualizado em 12-05-2021 11:23

Chapa esquenta entre Lulinha e Sílvio Dias na sessão da Câmara


Política - O Protagonista
Atualizado em 12-05-2021 00:40

Suplente de vereador, Carlito do Peixe é nomeado DA-1 na Prefeitura de Feira


Política - O Protagonista
Atualizado em 11-05-2021 16:03

TV Subaé ignora CPI das Cestas Básicas, diz vereador


Cidade - O Protagonista
Atualizado em 11-05-2021 15:51

Novo Decreto determina mudanças nas atividades em Feira de Santana


Publicidades