Notícia

Vereadores Jurandy e Lulinha disputam "paternidade de filho bonito"

Os vereadores Lulinha e Jurandy discutiram por uma obra realizada no distrito de Ipuaçu
Vereadores Jurandy e Lulinha disputam "paternidade de filho bonito" Vereadores Jurandy e Lulinha disputam "paternidade de filho bonito"

A inauguração de uma praça no distrito de Governador João Durval, antiga Ipuaçu, rendeu pano pra manga na sessão desta terça (15) na Câmara Municipal. “Um filho reclamado por dois pais”.

Tudo porque o vereador Lulinha (DEM), líder do governo municipal na Casa, reivindicou a “paternidade” da praça. Segundo ele, fruto de recursos destinados por emenda pelo deputado federal José Nunes (DEM), seu aliado.

O vereador Jurandy Carvalho (PL), morador e representante do distrito, não gostou. O pavio da pólvora foi aceso. “Vereador Lulinha, me respeite e respeite as pessoas de Ipuaçu. Na nossa família não tem marginal, são pessoas de bem. Lulinha fica sentado na Prefeitura, reclamando obras pedidas por outros vereadores”, disparou Jurandy.

Na mesma sessão, no entanto, o vereador Lulinha não quis assumir a “paternidade” de um “filho feio”. Ao ser questionado pelo vereador Emerson Minho sobre atrasos de pagamento de contratados na Saúde, Lulinha tirou o braço da seringa. “Não sou dono de empresa”, diz.

Pois é, de “filho feio” ninguém quer ser pai.

 

Comentários (0)

Leia mais

Publicidades